Home :: Apresentação :: Fórum :: Faça parte do Ministério :: Fale Conosco

   
Nosso objetivo é dar espaço aos poetas anônimos, ou não, e divulgar seus trabalhos literários nestas páginas de nosso Site.
Clique aqui para saber como publicar poesias e poemas em nosso site. Seja um colaborador!!!
   
  Imprimir
  Envie
  Voltar
 
ELE DEU A SUA VIDA POR NÓS
Autor: José Britto Barros
Enviado por: Sammis Reachers em 12/05/2008
Visualizações: 3915



E nisto conhecemos o amor, que Jesus deu a sua vida por nós.
(I João 3. 16)

Ele deu a sua vida por nós...
E nós, o que damos por Ele?
Paremos a pensar...
Por nós Jesus deu a sua vida ...
Vida completa, inteirinha, total...
Vida sem mácula , perfeita , santa , justa e dadivosa ...
E nós, que vida é que vivemos para Ele ?

Ele deu a sua vida por nós...
O seu grandioso amor sem par,
Amor perdoador, intenso, permanente ,
Amor redentivo, singular , transformador...
E nós, que de amor mostramos a Jesus?

Ele deu a vida por nós...
Sua capacidade intercessora,
Sua misericordiosa graça salvadora,
A perfeita compreensão dos nossos males...

Ele deu a vida por nós...
Suas virtudes positivas, os seus atos de amor,
As suas palavras eternais...
E nós, o que lhe damos?

Ele deu a vida por nós...
Aquelas mãos divinas,
Benfazejas mãos que tocaram leprosos,
Mãos que descerraram o véu de pobres cegos
Fazendo-os mirar as belezas da luz...
Mãos que repousaram sobre os aleijados,
Mãos que serenaram vagas e escarcéus,
Mãos que por amor fizeram cessar prantos,
Mãos que abençoaram crianças descalças,
Meninos sem ninguém e filhos prediletos...
Mãos que multiplicaram os pães e os peixes,
Mãos que tocaram mortos, trazendo-os à vida....
Mãos, aquelas mãos pregadas no Madeiro,
Levantadas assim entre a terra e o céu
Para unirem o pobre pecador
Ao Deus supremo e forte...

Mãos feridas, tocadas por Tomé
Para desfazer a incredulidade.
As mãos da doce paz que podemos fruir...
Ele deu essas mãos tão santas e tão puras
Para lenir nossas dores
E suavizar da vida os nossos dissabores...
E nós... que lhe damos então?
Ele deu a vida por nós...
Os olhos de bondade capazes de mirar
Os campos branqueados para a ceifa...
Olhos de ternura que viram multidões abandonadas,
Ovelhas sem pastor, perdidas, maltratadas...

Olhos que miraram a dor dos infelizes
Oferecendo-lhes a suavidade dos cuidados
E o doce lenitivo do amor...
Olhos que invadiram a alma e penetraram o coração,
Ora compungindo e repreendendo,
Como o fez com Judas,
Ora advertindo e restaurando, como o fez com Pedro...
Ele deu a sua vida...
Um olhar voltado para as nossas dores,
Para tantas mazelas de pobres pecadores...
E nós, que lhe damos enfim?

Ele deu a sua vida...
A voz serena e clara,
Replena de poder e de revelação,
Voz terna, para acalmar aflitos e inquietos,
Voz firme, para convidar os indecisos,
Voz suave, para aliviar os oprimidos,
Voz leal, para atingir os infelizes,
Voz segura, para libertar os cativos,
Voz confiante, para dar garantias da eternidade!
Ele deu a vida por nós...
A voz que tudo disse: as vibrações da esperança,
Os deslumbres de glória, os ensinos de Deus , As venturas do céu , os deleites sem par ,
As alegrias sem fim e os gozos e t e r n a i s! ...

Ele deu a sua vida por nós...
E nós, o que lhe damos, irmãos?

Ele deu a sua vida por nós...
Na humildade da manjedoura,
Na fuga do Egito,
Na singeleza de Nazaré,
Na tentação do deserto,
Nos caminhos da Palestina,
Nas regiões de Tiro e de Sidon,
No Mar da Galiléia,
Nas terras de Gadara,
Nas praias de Genezareth,
No solar de Betânia,
Nas alturas do monte Tabor,
Na tranqüilidade do Horto das Oliveiras...

Ele deu a vida por nós...
Nas canseiras e enfados
De não ter onde reclinar a cabeça,
No suor do Gethsêmani,
Na agonia do Calvário,
No vitupério da Cruz,
Na vergonha do Monte da Caveira.

Ele deu a vida por nós...
Sem restrições e sem adiamentos,
Sem reservas quaisquer,
Para remir e salvar e para dar garantias!
E nós, que lhe damos nestes dias?
O mundo é que recebe as nossas atenções?
O mundo é que recebe todo o nosso amor?
O mundo é que recebe as nossas energias?

Silêncio...
Aí está toda a verdade?
Oh! tragédia cruel!
Oh! ferina ingratidão!
Oh! triste compensar!
Se Ele deu a vida, o tudo, a perfeição,
Se por nós nasceu, viveu, morreu e fez ressurreição,
Que faremos então?
Curvemo-nos em prece humilde, e arrependidos,
Banhados no chorar, sinceros, convertidos,
Prometamos de novo real consagração
A quem nos libertou das garras do pecado,
A quem nos redimiu e fez-nos transformados!

Jesus deu a vida por nós...
Resolvamos então
Viver para o servir, viver para o amar ,
Até que o bom Senhor resolva nos chamar!

Ele deu a vida por nós...
E nós, o que lhe damos?
Submissos, fiéis , humildes , dedicados ,
Deixando para trás o mundo e seu valor
Consagremos a Cristo todo o nosso amor!


Lembrança da Cruzada Algo Maravilhoso
Conferencista Pastor José Britto Barros
(Consagrado ao Ministério em 31-10-1954)

Fonte: Blog Poesia Evangélica
A Poesia Evangélica de ontem e de hoje



As opiniões expressas nos poemas e poesias são de responsabilidade dos seus autores. Encorajamos os leitores a seguirem o exemplo do povo de Beréia, que são LOUVADOS em Atos 17.11 porque EXAMINAVAM as ESCRITURAS para ver se as coisas eram, de fato, assim.




Outros poemas/poesias desse mesmo colaborador:
A LIBERTAR
O CAMINHO
OLHE-SE AO ESPELHO
BREVE
AGUILHÃO QUEBRADO

 
Cadastre o seu e-mail para receber o nosso boletim semanal.
 
 
Add Remover
 
 
Você é a favor da legalização do aborto no Brasil?
Sim, em todos os casos
Não, em todos os casos
Sim, em casos de estupro e risco de morte
Não sei
 
     

Apresentação :: Fale Conosco :: Expediente

     
 
Copyright ©2001-2004 emJesus.com.br. Todos os direitos reservados a Jesus.