Home :: Apresentação :: Fórum :: Faça parte do Ministério :: Fale Conosco

   

Você vai encontrar aqui um complemento para o alimento espiritual, mas o nosso desejo é que você leia a Bíblia e nela medite de dia e de noite. O Senhor disse a Josué: "Não deixe de falar as palavras deste Livro da Lei e de meditar nelas... para que você cumpra fielmente tudo o que nele está escrito..." (Josué 1:8)

   
  Imprimir
  Envie
  Voltar
 
TENHA A VISÃO REALIZADORA EM SUA VIDA
Autor: Pastor Edison Pugaciov
Enviado por: Pr. Edison Pugaciov em 01/12/2006
Visualizações: 2192


TENHA A VISÃO REALIZADORA EM SUA VIDA

TEXTO BASE – Atos 26:19:

“ Pelo que, ó rei Agripa, não fui desobediente à visão celestial”

João 15:1-5,16 – “Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o agricultor. Todo ramo que, estando em mim, não der fruto, ele o corta; e todo o que dá fruto limpa, para que produza mais fruto ainda. Vós já estais limpos pela palavra que vos tenho falado; permanecei em mim, e eu permanecerei em vós. Como não pode o ramo produzir fruto de si mesmo, se não permanecer na videira, assim, nem vós o podeis dar, se não permanecerdes em mim. Eu sou a videira, vós, os ramos. Quem permanece em mim, e eu, nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer. [...] Não fostes vós que me escolhestes a mim; pelo contrário, eu vos escolhi a vós outros e vos designei para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça; a fim de que tudo quanto pedirdes ao Pai em meu nome, ele vo-lo conceda”

Gênesis 3:17-19 – “E a Adão disse: Visto que atendeste a voz de tua mulher e comeste da árvore que eu te ordenara não comesses, maldita é a terra por tua causa; em fadigas obterás dela o sustento durante os dias de tua vida. 18 Ela produzirá também cardos e abrolhos, e tu comerás a erva do campo. 19 No suor do rosto comerás o teu pão, até que tornes à terra, pois dela foste formado; porque tu és pó e ao pó tornarás”

INTRODUÇÃO

Quando Deus criou o homem, colocou sobre ele uma extraordinária capacidade de realização – essa capacidade fica expressa nas cinco condições de realização que Deus lhe deu:
Gênesis 1:28: “E Deus os abençoou e lhes disse: Sede fecundos, multiplicai-vos, enchei a terra e sujeitai-a; dominai sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus e sobre todo animal que rasteja pela terra.”

Lamentavelmente, quando optou pelo pecado, o homem foi destituído de toda essa condição espiritual. Vemos, em Gênesis 3, que a terra se tornou maldita por causa dele, passando a produzir cardos e abrolhos, e ele, em fadigas, passou a dela obter seu sustento; no suor do rosto, passou a comer seu pão.

O roubo começa na visão. Existe um princípio para a realização: “Eu só posso realizar aquilo que enxergo no meu espírito – aquilo que consigo conceber.” O que ocorre é que, muitas vezes, tem havido roubo naquilo que é a essência e, por causa da iniqüidade, o amor de muitos se esfria (disse Jesus). Paulo declarou ao rei Agripa: “Não fui desobediente à visão celestial” (Atos 26.19).

O mundo está dividido em duas classes:
1) Os que enxergam espiritualmente;
2) Os que enxergam carnalmente

Muitos na Igreja ainda estão cegos.
Gênesis 3:22: “Então, disse o SENHOR Deus: Eis que o homem se tornou como um de nós, conhecedor do bem e do mal; assim, que não estenda a mão, e tome também da árvore da vida, e coma, e viva eternamente.”

O homem não foi criado para enxergar o mal e sim o bem de Deus. Mas a desobediência o fez passar a enxergar o mal. Morto espiritualmente, ou seja, separado de Deus, passou a não enxergar espiritualmente. A partir de então o homem passou a enxergar o bem e o mal carnalmente (por isso Adão não podia mais se apresentar a Deus).

Quais as conseqüências da queda do homem?

1) Os olhos carnais foram contaminados, roubados pela carnalidade.
2 Pedro 2:14: “Tendo os olhos cheios de adultério e insaciáveis no pecado, engodando almas inconstantes, tendo coração exercitado na avareza, filhos malditos.”

2) Deus fechou os olhos espirituais do homem natural (natural é aquele que não é escolhido por Deus) para não mais ver as coisas espirituais, pois o homem, morto espiritualmente, veria com olhos contaminados pelo pecado.
Mateus 13:15: “Porque o coração deste povo está endurecido, de mau grado ouviram com os ouvidos e fecharam os olhos; para não suceder que vejam com os olhos, ouçam com os ouvidos, entendam com o coração, se convertam e sejam por mim curados”

João 12:40: "Deus cegou os olhos deles e fechou a mente deles, para que não vejam, e não entendam, e não se voltem para ele, e sejam curados por ele."

Romanos 11:8: “como está escrito: Deus lhes deu espírito de entorpecimento, olhos para não ver e ouvidos para não ouvir, até ao dia de hoje.”

Por que, em Números 13:33, os espias enxergaram coisas diferentes (dois como conquistadores e dez como se fossem gafanhotos diante de gigantes; dois, a terra da promessa, e os dez só gigantes e dificuldades)?
Porque esse é o diferencial da visão: Josué e Calebe tinham a visão celestial, porém os outros dez espias, sendo homens naturais, tinham a visão carnal: enxergavam aquilo que é possível se enxergar na carne.
Mateus 13:16: “Bem-aventurados, porém, os vossos olhos, porque vêem; e os vossos ouvidos, porque ouvem.”

Hoje você pode receber a visão apostólica de realização!
Diga: “Eu sou bem-aventurado, porque o Senhor me dá olhos para enxergar!”

PARA QUE TENHAMOS A VISÃO REALIZADORA É PRECISO

EM 1.º LUGAR: VENCER AS DEFORMAÇÕES E LIMITES INTERIORES

Muitas vezes a falta de realização é justificada com o argumento de que não tivemos ajuda, que nos faltaram recursos, que embora tentássemos era muito difícil, etc.
A verdade é que existe um limite na visão.
O homem natural tende a enxergar o problema e não a possibilidade de realizar de maneira diferenciada: enxerga, muitas vezes, segundo o prisma dos complexos, da baixa auto-estima, das distorções interiores. É exatamente aquilo que o Apóstolo Paulo exortou aos coríntios: “Para vós outros, ó coríntios, abrem-se os nossos lábios, e alarga-se o nosso coração. Não tendes limites em nós; mas estais limitados em vossos próprios afetos. Ora, como justa retribuição (falo-vos como a filhos), dilatai-vos também vós” (2 Corítnios 6: 11-13).

Isso é o que realmente acontece: da capacidade original de realização que Deus deu ao homem, existe, por parte deste, uma perda interior, ou seja, a unção é poderosa para realizar porque a Palavra é clara: “Ora, àquele que é poderoso para fazer infinitamente mais do que tudo quanto pedimos ou pensamos, conforme o seu poder que opera em nós” (Efésios 3:20).

Mas a alma do homem que é sem visão limita a unção, a qual está desejosa de realizar (essa é a luta da carne contra o Espírito). Porque fomos ensinados e moldados, por cultura, educação e convencionalismos humanos, a sermos tímidos, retraídos e limitados, porém a Palavra deixa clara a disposição de Deus a nosso respeito: “Alarga o espaço da tua tenda; estenda-se o toldo da tua habitação, e não o impeças; alonga as tuas cordas e firma bem as tuas estacas. Porque transbordarás para a direita e para a esquerda; a tua posteridade possuirá as nações e fará que se povoem as cidades assoladas” (Isaías 54: 2,3).

Um homem de fé é aquele que enxerga através do Espírito e não se limita. Ele não limita a unção que há dentro de si. Não permita que as suas características humanas limitem a vontade de Deus para a sua vida!

EM 2.º LUGAR: TER VISÃO DE FUTURO

EFÉSIOS 1: 18,19: “Iluminados os olhos do vosso coração, para saberdes qual é a esperança do seu chamamento, qual a riqueza da glória da sua herança nos santos e qual a suprema grandeza do seu poder para com os que cremos, segundo a eficácia da força do seu poder.”

A diferença entre um homem cristão e um simples religioso, a diferença entre o que tem a visão realizadora (como Calebe e Josué) e os que têm visão de gafanhotos é “enxergar o futuro”, confiado nas promessas de Deus.
Calebe e Josué foram motivados àquela grande realização de conquistar a terra porque enxergaram: enxergaram a família comendo o fruto da terra, o povo abençoado e os propósitos de Deus cumpridos. Então o que motiva a realização é a visão. Toda realização diferente disso é ativismo, mecanicidade e religiosidade! Enxergar o futuro significa enxergar numa perspectiva espiritual que é a eternidade – significa enxergar como Deus enxerga.
Isso não é apenas conhecer o que Deus conhece, mas sentir o que Deus sente – esse é o princípio da realização, pois todas as realizações de Deus com relação ao homem são motivadas pelo sentimento de amor. Exemplo disso é João 3:16: “Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida a vida eterna.”

Muitas vezes vivemos desconectados dessa realidade. É aquilo que a palavra descreve em Isaías 22:13: “Porém é só gozo e alegria que se vêem; matam-se bois, degolam-se ovelhas, come-se carne, bebe-se vinho e se diz: Comamos e bebamos, que amanhã morreremos.”

Só pode ter a visão realizadora aquele que é conseqüente em relação ao futuro: – “Eu realizo por uma razão: porque haverá um futuro!” Só realiza alguma coisa quem tem aliança com os propósitos e sentimentos de Deus, ou seja, só tem a visão realizadora quem é um homem nascido de novo.

ESSA VISÃO REALIZADORA NOS LEVA:

A ENXERGAR A PORÇÃO DE DEUS E DESFRUTÁ-LA

Existe uma porção que é humana, que está dentro dos limites do homem, mas há também uma porção que é de Deus. Aquele que tem a visão realizadora a enxerga. Por isso, o que ele realiza ele o faz maneira sobrenatural.

2 Coríntios 4: 16-18: “Por isso, não desanimamos; pelo contrário, mesmo que o nosso homem exterior se corrompa, contudo, o nosso homem interior se renova de dia em dia. Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós eterno peso de glória, acima de toda comparação, não atentando nós nas coisas que se vêem, mas nas que se não vêem; porque as que se vêem são temporais, e as que se não vêem são eternas.”

Essa realização é maravilhosa porque nos faz desfrutar uma porção diferenciada.

Isaías 3:10: “Dizei aos justos que bem lhes irá; porque comerão do fruto das suas ações.”

João 14:12: “Em verdade, em verdade vos digo que aquele que crê em mim fará também as obras que eu faço e outras maiores fará, porque eu vou para junto do Pai.”

Um homem convertido tem em mente realizar segundo Cristo. Essa realização não é obra da carne, mas fruto do Espírito (Gl 5: 19-22). Hoje temos a oportunidade de viver essa poderosa transformação interior e receber a visão realizadora para a nossa vida pessoal, família, ministério e para todas as áreas.

Receba esta palavra em sua vida e passe enxergar os seus sonhos sendo realizados. Tome atitudes de realização e você vai vivê-los, em nome de Jesus Cristo.

(Igreja Renascer em Cristo – Sede).).



As opiniões expressas nas mensagens e artigos são de responsabilidade dos seus autores. Encorajamos os leitores a seguirem o exemplo do povo de Beréia, que são LOUVADOS em Atos 17.11 porque EXAMINAVAM as ESCRITURAS para ver se as coisas eram, de fato, assim.




Outras mensagens/artigos desse mesmo colaborador:
VOCÊ TEM AUTORIDADE PARA DENUNCIAR AS OBRAS DAS TREVAS
EXPONHA-SE PARA SER CURADO
VOCÊ ESTÁ SENDO PERSEGUIDO POR INIMIGOS?
NÃO PARE DIANTE DAS AMEAÇAS
VOCÊ ESTÁ ANSIOSO E SEM ESPERANÇA?

 
Cadastre o seu e-mail para receber o nosso boletim semanal.
 
 
Add Remover
 
 
Você é a favor da legalização do aborto no Brasil?
Sim, em todos os casos
Não, em todos os casos
Sim, em casos de estupro e risco de morte
Não sei
 
     

Apresentação :: Fale Conosco :: Expediente

     
 
Copyright ©2001-2004 emJesus.com.br. Todos os direitos reservados a Jesus.